Ministro Interino da Saúde inicia desmonte do SUS

barros8

Ricardo Barros Ministro Interino da Saúde inicia o desmonte do SUS. Foto Divulgação.

Ricardo Barros, ministro interino da saúde, escolheu quem serão seus assessores para sua gestão provisória. Ela não será feita com o Controle Social do SUS, com os trabalhadores das diversas categorias profissionais e com os gestores municipais e estaduais que cuidam do direito à saúde dos brasileiros e brasileiras em seu cotidiano.

Barros inicia o desmonte do SUS, desrespeitando todo processo histórico da reforma sanitária em prol de interesses corporativos e privados que defendem a saúde, não como direito e sim como mercadoria.

A gestão provisória do SUS será feita pelos setores mais conservadores e radicalizados da medicina: entidades médicas e grupos de facebook de médicos que são contra o programa Mais Médicos e até mesmo MBL e Vem Pra Rua, que JAMAIS apresentaram qualquer proposta para a saúde pública .
Todos eles se reunirão nesta quarta (25/05), às 14h, nada menos do que no Auditório do Ministério da Saúde.
A pauta, como não poderia deixar de ser, se trata dos retrocessos que o governo de Michel Temer propõe para a saúde no Brasil em sua ponte para o futuro, que já simboliza o “futuro caos”.

Saiba o que está na pauta da reunião:
– a terceirização e privatização de serviços do SUS;
– o estímulo aos Planos de Saúde e com menos fiscalização a participação desses grupos citados acima na construção das políticas de saúde;
– o retorno do Ato Médico, impondo que procedimentos realizados por outros profissionais da saúde passe a ser feitos exclusivamente por médicos;
– a retirada dos estrangeiros do Mais Médicos e o fim da expansão de escolas de medicina.

VAMOS DENUNCIAR ISSO!
O SUS é nosso e ninguém tira da gente!

#NãoMexaNoSUS

Join the discussion One Comment

Leave a Reply