Frente Brasil Popular convoca a militância para a sua II Conferência Nacional

Foto: FBP

Foto: FBP

Inscrições abertas: Com o tema “Unidade e luta por Democracia, direitos e Soberania”, que deve acontecer nos dias 09 e 10 de Dezembro, na Escola Florestan Fernandes, em Guararema – São Paulo.

Unidade e luta por democracia, direitos e soberania

A unidade é a bandeira da esperança, sobretudo, em dias tão difíceis em que o desemprego, a retirada dos direitos trabalhistas, a fome e a agenda de privatizações voltaram a tirar o sono de milhões de brasileiros. Para enfrentar este cenário, a Frente Brasil Popular convoca a militância para a sua II Conferência Nacional, com o tema “Unidade e luta por Democracia, direitos e Soberania”, que deve acontecer nos dias 09 e 10 de Dezembro, na Escola Florestan Fernandes, em Guararema – São Paulo.

A Conferência será um importante momento para organizar o nosso enfrentamento em uma das piores crises – política, econômica e institucional – da história brasileira, marcada por instabilidade e imprevisibilidade. As medidas assumidas por este governo não passaram pelo crivo popular, acumulando na sua quase absoluta rejeição, principalmente, no que diz respeito às reformas Trabalhista, Previdenciária e as terceirizações. Além disso, a crise faz o desemprego aumentar no Brasil, chegando a um patamar de mais de 14 milhões de desempregados.

O desenvolvimento da plataforma neoliberal implementada pelo governo Michel Temer e pelas grandes elites brasileiras abriu as portas para a expressão de um conservadorismo radical e obscurantista. Diante deste cenário, é notório o avanço recrudescente do machismo, racismo e homofobia, favorecendo um ambiente de perseguição à diversidade cultural brasileira.

A Frente Brasil Popular (FBP) nasceu num contexto de ataques aos direitos sociais e à democracia brasileira, com o compromisso de organizar a luta em defesa dos direitos do povo e enfrentar o golpe em curso no país. Unificamos movimentos sociais, sindicais, partidos políticos, pastorais, artistas, juventude, negras, negros, LGBT’s, povos tradicionais, trabalhadores e trabalhadoras, brasileiras e brasileiros dispostos a tirar o país da grave crise.

É necessário reafirmar a nossa unidade e compromisso com o povo, bem como refletir sobre a natureza da FBP e a sua capacidade de mobilização de massas para as lutas e desafios do próximo período. Precisamos construir uma narrativa contra hegemônica, aprofundar a compreensão sobre os nossos desafios políticos e organizativos, e avançar na nossa elaboração programática.

Por isso, este é o momento de aprofundar a leitura da conjuntura nacional e internacional, compreendendo a movimentação das forças inimigas e os desafios políticos das forças democráticas e populares. Não iremos titubear na organização da luta e do povo brasileiro para um projeto nacional de desenvolvimento democrático e popular.

É imprescindível a presença das representações dos movimentos populares e forças políticas de todos os estados do Brasil.

Viva as lutas do povo brasileiro!

1 – Objetivos da Conferência:

  1. a) Aprofundar a leitura da conjuntura nacional e internacional, compreendendo a movimentação das forças inimigas e os desafios políticos das forças democráticas e populares.
  2. b) Refletir sobre a natureza, o método de convocação e a organização das lutas de massas, bem como sobre a necessidade de construção de uma narrativa contra hegemônica.
  3. c) Aprofundar a compreensão sobre a natureza da FBP, identificando os seus desafios políticos e organizativos.
  4. d) Avançar na elaboração programática da FBP, considerando as várias iniciativas de formulação de projeto de país em curso.
  5. e) Definir um plano de lutas e a construção de uma meta-síntese política-organizativa da FBP para 2018.

2- Programação:

Sexta –  Dia 8 /12

Ato político-cultural em solidariedade à Venezuela (em São Paulo)*

Sábado – Dia 9/12

Mesa 1: Análise de Conjuntura Nacional e Internacional

Mesa 2: Os desafios políticos da Frente Brasil Popular

Noite Cultural

Domingo – Dia 10/12

Mesa 3:  Desafios da elaboração programática e da construção de uma narrativa contra hegemônica.

Síntese dos Encaminhamentos

3- Participação na Conferência:

Cada estado poderá indicar até 10 delegados, e cada entidade nacional, que compõe o coletivo nacional poderá indicar até 3 representantes. Os estados que tiverem demanda superior a 10 delegados devem entrar em contato com a secretaria (secretaria@frentebrasilpopular.org.br) para avaliarmos a possibilidade de ampliação das vagas. A demanda de ampliação deve ser enviada até o dia 16 de Novembro.

As indicações devem levar em consideração a representação da pluralidade política que compõe a Frente nos estados, bem como os critérios de gênero, raça e geracional.

Os estados devem ao longo do mês de Novembro, organizar Plenárias Estaduais reunindo a militância para debater os mesmos temas da Conferência Nacional e definir os delegados que representarão o estado.

A estimativa é que teremos aproximadamente 350 delegados.

4- Inscrição

As inscrições deverão ser feitas até o dia 24 de Novembro pelo formulário que está no link: http://bit.ly/IIConfFBP_Inscricoes

A inscrição é imprescindível tanto para os delegados dos estados, quanto para os delegados das entidades nacionais, para o acesso à Conferência.

5- Custos:

A secretaria operativa arcará com os gastos de alojamento e alimentação, contudo, os estados e as organizações devem custear o transporte dos delegados.

 

6- Orientações para chegada:

6.1 – Local: A conferência será realizada na Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), na cidade de Guararema, Rua José Francisco Raposo, 1.140, localizada no estado de São Paulo.  A Escola fica à 40 minutos de distância do Aeroporto de Guarulhos.

6.2 – Chegada: Recomenda-se que os/as participantes programem sua chegada para a sexta-feira dia 8 de Dezembro, para evitar atrasos na programação. Como orientação, estamos convidando os delegados/as da Conferência a se somarem na atividade organizada pelo Comitê Brasileiro pela Paz na Venezuela que se realizará no dia 8 às 18h30 em São Paulo (local à definir). De lá haverá um transporte ao término da atividade que conduzirá os delegados até a ENFF. Para quem vier de avião e, por algum motivo, não for participar da atividade da sexta ou for chegar apenas no sábado é preferível comprar suas passagens com destino para Guarulhos.

6.3 – Transporte: as orientações sobre o transporte serão mais precisas na medida em que tivermos um mapa completo da chegada dos delegados. Contudo, vamos disponibilizar alternativas de transporte em horários determinados (dia 8 à noite e dia 9 pela manhã) da Rodoviária do Tietê e do Aeroporto de Guarulhos. Os delegados que por ventura não conseguirem acessar o transporte fretado da Conferência, poderão chegar na ENFF através das orientações que seguem em anexo.

6.4 – Alojamento: A ENFF dispõe de alojamento em quartos coletivos (com capacidade para 6 a 10 pessoas) com banheiro e chuveiro quente em cada um deles. Caso nosso evento extrapole a capacidade de hospedagem da Escola iremos utilizar um local adicional nas proximidades para acomodar os participantes. Independente do local de alojamento todos/as delegados devem trazer lençol, toalha e travesseiro.

6.5 – Contato: em caso de problemas na chegada e dúvidas com relação ao transporte entrar em contato com Lúcio Centeno no telefone (ou whatsapp) 51 982438482.

 

Fora Temer, Diretas Já!

Nenhum direito à menos!

 

Secretaria Operativa Nacional