Café do Campesinato. Foto: MPA

Café do Campesinato. Foto: MPA

Mal a feira havia começado e o aroma de café fresquinho se espalhou por entre os estender, era o Café do Campesinato registrando seu espaço na IX Feira Baiana de Agricultura Familiar e Economia Solidária (FEBAFES). Com aroma marcante, sabor prolongado e corpo equilibrado logo caiu no gostinho dos visitantes e demais expositores. Produzido pelos camponeses e camponesas do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) no sudoeste baiano que em todas as suas fases, desde a lavoura até a xicara, segue os princípios da Agroecologia, respeitando as comunidades e a biodiversidade local, o que agrega ainda mais qualidade ao Café do Campesinato.

A feira faz parte da Bahia Rural Contemporânea com a exposição e venda de produtos da Agricultura Familiar e Camponesa com o objetivo de fortalecer o trabalho e garantir a renda e a permanência das famílias no campo. O evento está sendo realizado de forma paralela à Feira Internacional Agropecuária (FENAGRO), entre os dias novembro à 02 de dezembro de 2018, no Parque de Exposições Agropecuária de Salvador, Bahia. No conjunto dos eventos busca-se a promoção, articulação e integração entre os empreendimentos da Agricultura Familiar e Camponesa, e, a economia solidária com diversas redes de comercialização do mercado nacional e internacional. Assim como, busca dar visibilidade à produção de alimentos saudáveis da Agricultura Familiar e Camponesa do Estado.

Foto: MPA

Foto: MPA

A FEBAFES é promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) / Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) em parceria com a União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Econômica Solidária (UNICAFES) e um conjunto de organizações e cooperativas numa dinâmica de organização a partir dos territórios de identidade, explica Leomárcio Silva, camponês e liderança do MPA.

“O MPA tem participa destes espaços por compreender ser estratégico para a construção da Soberania Alimentar com a diversidade de produtos nos diferentes territórios, dando destaque este ano para o Café do Campesinato, recém lançado pela Cooperativa Mista De Produção e Comercialização Camponesa da Bahia (CPC – Bahia)”, explica Leomárcio.

Foto: MPA

Foto: MPA

Além da participação na feira, com a banca de alimentos saudáveis, o Movimento também participa de espaços formativos e da construção de políticas públicas que estão sendo realizadas no evento, inclusive no II Encontro Estadual de Sementes, Raças e Mudas oportunamente fazendo o lançamento da Campanha Adote uma Semente, como explica a camponesa e dirigente do MPA, Leila Santana, que compôs a mesa de debates quanto Movimento.

 

Por Comunicação MPA