Foto: MPA

Foto: MPA

Toda vez que usamos um banheiro e jogamos água estamos contaminando as águas e o meio ambiente. Meio quilo de fezes humanas contaminam 10.000 litros de água, no saneamento público com as foças, o que contamina a água se não realizada de forma adequada. Porém, mesmo tendo conhecimento do problema não é mais fácil não realizar a redução ambiental.

Na sabedoria camponesa e indígena é comum encontrarmos registros de que usou-se banheiros secos, as vezes até em lugares escuro, sujos e por isso um banheiro com água parece muito melhor. Mas se construímos banheiros secos bonitos e aprendemos a usar eles bem, estaremos fazendo um favor a natureza e podem ser a solução em muitos lugares que não tem aceso à água.

Foto: MPA

Foto: MPA

Em São João da Barra, no Rio de Janeiro, os camponeses e camponesas do MPA resgatam está sabedoria milenar e construíram um banheiro que tem duas câmaras. Neste sitio que ainda resiste ao despejo, local que já sofreu o despejo de quase 500 famílias, trabalhou-se uma semana e até finalizar a obra construída em oficina e mutirão para que todos pudessem aprender juntos o processo.

É simples. Construiu-se primeiro as duas câmaras com uma porta cada. Botamos uma chaminé a que pegue os gases que chegam de qualquer uma das câmaras. Colocamos duas privadas, uma em cada câmara. E depois construímos paredes e telhado. A família vai usar só uma das privadas, jogar terra ou serragem toda vez que usa o banheiro e manter sempre a tampa fechada. Uma família de quatro pessoas vai demorar um ano até encher a câmara. Uma vez cheia, fecharemos ela e começaremos a usar a outra câmara, do mesmo jeito. Um ano depois nossa primeira câmara estará cheia de adubo que podemos usar nas lavouras, pomares, jardins e afins. Tiramos esse adubo para fora da câmara e começamos a encher ela de volta.

Foto: MPA

Foto: MPA

O Sitio do Birica é um lugar de resistência aos despejos acontecidos por conta do Porto de Açu, no Rio de Janeiro. Um paraíso agroecológico na metade do cais, com casas que deixaram o planejamento de uma zona industrial que acompanhara o porto. A experiência do banheiro seco ficou como experiência de uma vida mais acorde com a natureza.

Importante lembrar! A chaminé e imprescindível. As tampas precisam ficar sempre bem fechadas. É preciso jogar serragem toda vez que usamos o banheiro seco.

 

Por Comunicação MPA