População é barrada de entrar na Câmara dos Deputados para Ato de Solidariedade aos Grevistas

Foto: Adilvane Spezia|MPA

Foto: Adilvane Spezia|MPA

O Ato de Solidariedade à Greve de Fome contra a Reforma da Previdência, que reuniu representantes mais de 20 organizações e entidades, bem como parlamentares. Organizado na Câmara dos Vereadores onde os grevistas tem ficado durante, na manhã desta quinta-feira, 14, diversas pessoas, lideranças políticas e a mídia independente foram barrados na entrada da Câmara dos Deputados.

O direito de se alimentar está sendo posto em jogo, caso com essa famigerada reforma seja aprovada. “As pessoas que deveriam estar aqui dentro estão sendo barradas ali fora, são mulheres, crianças e homens que gostariam de estar aqui dentro para prestar a solidariedade aos companheiros e companheiras que hoje, completam 10 dias em greve de fome, mas infelizmente não estão podendo adentrar esse espaço, que há quem diga ser povo, e deixar sua solidariedade, mas infelizmente foram barrados”, denuncia Bruno Pilon da coordenação nacional do MPA.

Foto: Adilvane Spezia|MPA

Dom Leonardo Steiner. Foto: Adilvane Spezia|MPA

Mesmo assim o ato reuniu mais de 20 organizações e entidades, bem como parlamentares contrárias a Reforma da Previdência se fizeram presentam no Ato. Para Nicinha Porto da Associação Brasileira de Reforma de Reforma Agrária (ABRA), “para Diante da impacividade da negativa de todas as tentativas de alterar o quadro de retirada de direitos este companheiro e estas companheiras decidiram por um ato extremos de realizar uma Greve de Fome em defesa do futuro, contra a Reforma da Previdência. De forma corajoso estes companheiros estão aqui lutando por todos nós, pelo Brasil”.

Dom Leonardo Steiner, secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), destacou que “não se pode decidir sobre a vida do povo brasileiro ao redor de mesas de jantares é preciso ouvir o povo”.

Na ocasião a coordenação do ato, Bruno Pilon e Aninha do MMC, anunciaram que a greve de fome contra a Reforma da Previdência continua até que a proposta seja derrotada, assim como, anunciaram que no Brasil todo já são mais de 40 pessoas em greve de fome e jejum público.

 

Por Comunicação MPA