No Sergipe experiência de agricultura urbana fortalece a aliança camponesa e operária entre o MPA e MOTU

Foto: MPA

Foto: MPA

Entre as grandes tarefas dos movimentos camponeses está a de assegurar o debate sobre soberania alimentar junto ao povo do campo e da cidade. Numa perspectiva prática, precisamos na cidade debater o papel da agricultura urbana e a produção de alimentos saudáveis.

Nesse sentido, hoje dia 23 de março, no bojo das lutas do dia mundial da água, o MPA e o MOTU – Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos, realizam o seminário sobre agricultura urbana, na ocupação Nova Esperança, localizada no município de Riachuelo, onde toda base de trabalhadores acampados tem origem camponesa alimentam o profundo desejo de viver na terra.

Foto: MPA

Foto: MPA

O seminário envolve parceiros como: Núcleo de Agroecologia da Embrapa, Movimento Popular de Saúde, Observatório de Segurança Alimentar e Nutricional da Universidade Federal de Sergipe e Prefeitura de Riachuelo.

Durante todo o dia acontecerão oficinas de: compostagem, plantas medicinais, segurança alimentar e nutricional, produção de mudas e criação de aves.

Na oportunidade, a Caravana Estadual de Luta Camponesa do MPA “Maria Izabel” participa da atividade contribuindo com a arte crítica nas reflexões a respeito da conjuntura nacional do país, que gera perda de direitos e profundas ameaças à democracia. Na oportunidade convoca os trabalhadores a construção do Congresso do Povo!

Aliança Camponesa e Operária por Soberania Alimentar!

 

Por Comunicação MPA