Mutirão da Esperança Camponesa: brigadistas do MPA desenvolvem ações no município de Anagé-BA

Mutirão da Esperança Camponesa na Bahia. Foto: MPA

Mutirão da Esperança Camponesa na Bahia. Foto: MPA

Entre os dias 15 e 26 de maio, os brigadistas, mais de 12 jovens camponeses e camponesas do MPA, estiveram desenvolvendo ações do Mutirão da Esperança Camponesa nas comunidades de Poços, Araticum, Gameleira Trançada, Bom Sucesso, Capinado, Jardím I, Jardím II, Salobro, Riachão do Gado Bravo, Brejo, Fundo, Olho D´água do Vital, Salinas, Riachão, Tapuio, Serra Pelada, Fecho, Fecho do Morro, Pé do morro, Três Lagoas, Peixe e Poço da Vaca, com aproximadamente 350 famílias de camponeses e camponesas, discutindo temas relevantes como a reforma da previdência e a reforma trabalhista.

Para o brigadista Paulo Vinicius, “a Brigada da Juventude Camponesa encontrou uma recepção muito boa, e conseguimos desenvolver ótimas conversas com as famílias, pois são temas que a população já conhece um pouco, e a gente chega com mais informação e a proza flui com naturalidade e muito proveito”.

Camponeses debatem sobre a conjuntura. Foto: MPA

Camponeses debatem sobre a conjuntura. Foto: MPA

Já o morador da Fazenda Pé do Morro Joaquim rocha avalia que: “o Mutirão da Esperança Camponesa é de muita importância, pois vem preparar o nosso povo para a luta que virá provavelmente em um debate mais acirrado sobre as reformar, desse governo ilegítimo, que vem para tirar os direitos do povo do campo e é muito importante ter o nosso povo preparado para esse embate”.

No próximo dia 30 de maio, é a vez do município de Vitória da Conquista, também receber O Mutirão da Esperança Camponesa.

Por Comunicação MPA