Esquivel e Frei Sérgio Görgen serão recebidos por Carmen Lúcia às 14h no STF

Foto: Adilvane Spezia | MPA e Rede Soberania

Foto: Adilvane Spezia | MPA e Rede Soberania

O Prêmio Nobel da Paz, o argentino Adolfo Perez Esquivel e o integrante da greve de fome Frei Sérgio Görgen, serão recebidos pela presidente do STF, Carmen Lúcia, nesta terça-feira, às 14h, no gabinete da ministra.

Esquivel e Frei Sérgio estarão acompanhados na reunião de uma comissão formada por juristas, artistas, escritores e lideranças de organizações da sociedade civil.

O Nobel solicitará à ministra a inclusão na pauta de votações do tribunal a ADC do PCdoB, que questiona a constitucionalidade da prisão de condenados em 2ª instância, que prejudica o presidente Lula e mais de 150 mil presos no país.

Além disso, defenderá que seja respeitado o direito de liberdade de expressão do Lula, que não tem obtido autorização para conceder entrevistas à imprensa.

Na audiência, será entregue à ministra as 330 mil assinaturas do manifesto Eleição Sem Lula é Fraude, que tem a adesão de personalidades brasileiras e estrangeiras, denunciando ações do Poder Judiciário para impedir que o ex-presidente seja candidato.

Logo depois da audiência, Esquivel e Frei Sérgio juntamente com os integrantes da comissão darão entrevista coletiva à imprensa, em frente à entrada principal do tribunal por volta das 15 horas.

 

Por Comunicação da Greve de Fome