Dia dos camponeses é celebrado com formação e partilha de sementes e mudas em SC

Feira de trocas. Foto: MPA

Feira de trocas. Foto: MPA

O Dia das Camponesas e Camponeses, 25 de julho, em Palmitos no estremo oeste catarinense, foi celebrado com formação e partilha de sementes, raças e mudas. O evento foi realizado no Salão da Comunidade da Linha do Meio e contou com a participação de em média de 400 pessoas da região, entre camponeses e camponesas, representantes do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Palmitos (STR-Palmitos), Cooper A1, Poder Público, Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e Movimento de Mulheres Camponesas (MMC).

Sementes crioulas. Foto: MPA

Sementes crioulas. Foto: MPA

Organizado pelo STR-Palmitos, MMC e MPA, “a programação do dia contemplou uma palestra contando um pouco das transformações que estão acontecendo com as gerações, as mudanças estão acontecendo com muita rapidez nos últimos anos, o surgimento de novas tecnologias, as relações entre as pessoas, à relação entre as famílias etc. Assim como, da forma como era a relação entre os membros das famílias e entre as pessoas há cinquenta anos e como estão se dando estas relações hoje”, explica o Biólogo e militante do MPA, Valdevan Honorato dos Anjos. Que ainda completa, “a palestra contou com apresentação de vídeos, músicas, participação do público, apresentações de cantores e cantoras”.

Momento de debates. Foto: MPA

Momento de debates. Foto: MPA

Foram realizadas apresentações culturais com músicas locais e regionais, por membros de algumas comunidades. O sorteio de uma rifa que tinha por objetivo arrecadar recursos para contribuir nos custos da comemoração, com o sorteio de brindes e que servirão para os sorteados utilizarem nas atividades camponesas. E, uma Mateada, onde as pessoas levaram suas cuias e térmicas para tomar mate e partilhar com os demais presentes, momento importante de fortalecimento entre as relações de partilha e fortalecimento da relação de amizade entre as pessoas conhecidas e desconhecidas.

Na oportunidade também foi realizada uma feira de troca, com produtos, artesanato, doces, vinhos, farinhas de trigo e milho, sementes crioulas, mudas de plantas medicinais e flores, artesanato, entre outros produtos da Agricultura Camponesa.

Mudas de plantas medicinais e ornamentais. Foto: MPA

Mudas de plantas medicinais e ornamentais. Foto: MPA

Organizada pelos camponeses e camponesa do MPA, a feira de troca teve o objetivo de fortalecer as relações entre as famílias, além de partilhar biodiversidade. Momento onde as famílias tiveram a oportunidade de apresentar as sementes, raças e plantas que cultivam, assim como, trocar e multiplicar o conhecimento entre eles e elas, explicando época de plantio, tempo de desenvolvimento, sabor, utilização na alimentação, etc. Ocorrendo também a distribuição de sementes crioulas de milho, milho pipoca, melancia comum, gergelim, feijão, gergelim, soja, couve, chuchu, tomates, amendoim, forrageira, adubação verde, entre muitas outras, conclui Valdevan.

Por Comunicação MPA