Curso de Pós-Graduação “A Esquerda no Século XXI” reúne lideranças do Brasil e da América Latina

Aula Inaugural com Fernando Haddad. Foto: Adilvane Spezia/MPA

Aula Inaugural com Fernando Haddad. Foto: Adilvane Spezia/MPA

Com o objetivo de mobilizar grandes referências teóricas e lideranças políticas de esquerda do Brasil e da América Latina para compartilhar o conhecimento e aprofundar a reflexão sobre o futuro da esquerda, iniciou nesta sexta-feira, 4 de agosto, o Curso de Pós-Graduação “A Esquerda no Século XXI”.

A turma é composta por 55 educandos, lideranças vindas na sua grande maioria dos três Estados da Região Sul e Rio de Janeiro e teve sua primeira etapa ainda neste fim de semana.

A Aula Inaugural foi realizada na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais em Chapecó, Santa Catarina, com a presença de lideranças de toda Região Sul do país e condução do ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação dos governos Lula e Dilma, Fernando Haddad.

Mesa de abertura do evento. Foto: Adilvane Spezia/MPA

Mesa de abertura do evento. Foto: Adilvane Spezia/MPA

O curso é idealizado e articulado pelo deputado federal Pedro Uczai por conta de sua trajetória e engajamento com as lutas da educação e da esquerda. O Instituto Dom José Gomes, que leva o nome de um grande líder religioso e defensor dos pobres e oprimidos, é a entidade organizadora e promotora deste projeto, que estabeleceu parcerias institucionais com a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e a Fundação Perseu Abramo (FPA), dentre outras instituições para a materialização desse projeto.

Durante a aula inaugural o reitor da UFFS, Jaime Giolo, destacou a importância da realização do curso, “este é um fato ímpar, o agarramos [o curso] com as duas mãos e o transformaremos em um momento de muita reflexão e compartilha do conhecimento”.

Foto: Assessoria Deputado Pedro Uczai

Foto: Assessoria Deputado Pedro Uczai

Por sua vez, Pedro Uczai o defini como “uma grande aventura humana, daqueles humanos seres que não se contentam com o status quo, e que dessa experiência irão projetar a Utopia”. Destacando ainda as dificuldades, inclusive jurídicas, par a realização do curso com essa envergadura, que teve pessoas de todas as regiões do país querendo participar.

Fernando Haddad, iniciou a aula inaugural com uma indagação ao presentes, “Quais são as reais condições da espécie humana? Esse é o fim?”. Desafiando os presentes a pensar como é que seria, se todas as pessoas no mundo consumissem igual aos americanos. “O Planeta não aguentaria”, responde após alguns segundos de silêncio. Ele que é formado em Direito, possui mestrado em Economia e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP).

Foto: Assessoria Deputado Pedro Uczai

Foto: Assessoria Deputado Pedro Uczai

Segundo Haddad, “os partidos de direita e esquerda nasceram da modernidade da Revolução Burguesa, nascem da necessidade de discutir-se a visão de Mundo a partir das visões dos sujeitos que compõe o Mundo”. Destacando ainda o poder da Igreja e do Estado dentro do processo histórico da humanidade, a qual pela centralidade do Poder.

“Não podemos abrir mão da liberdade por qualquer outro valor. A esquerda do século XXI não pode ter dúvidas de seu compromisso com a Democracia, portanto, se escolhermos os meios, os instrumentos errados iremos comprometer o fim. Quem vai decidir essa disputa é a história, se nós aceitarmos esse mundo do jeito que ele é, ou, nós como agentes históricos o transformaremos com nossas lutas”, aponta ex-ministro que ainda concluir. “Esse não é o melhor mundo que nós podemos produzir, se muitos abraçarem a mesma causa seremos capazes de transformar a mundo para melhor”.

Por Adilvane Spezia – Jornalista/MPA