Arte: FBP

Arte: FBP

No final do dia de ontem (03), na calada da noite, a sociedade brasileira recebeu com muita preocupação a tentativa de intimidação ao Supremo Tribunal Federal do General Eduardo Dias da Costa Villas Bôas.

Por meio de um tweet na calada da noite e véspera do julgamento do mérito do Habeas Corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Villas Bôas afirmou que “compartilha anseio de repúdio à impunidade”.

Tal afirmação é evidência da anomalia política em que vive o Brasil após o golpe dado no Estado Democrático de Direito que, consequentemente, deu papel político às forças armadas.

As empresas monopolizadas de comunicação, como a Rede Globo fez ontem com o anúncio do tweet sem problematizar e contextualizar o significado do pronunciamento, até agora flertaram e estimularam essa crescente intervenção política.

Em um contexto democrático, a opinião de membros do Exército não pode permear a realidade política.

O povo brasileiro não aceitará qualquer chantagem, ameaça ou intimidação. A ditadura militar de 1964 nos deixou marcar irreparáveis e a nossa história não será novamente manchada por brutalidade e sangue novamente.

Frente Brasil Popular, 04 de abril de 2018

Por Frente Brasil Popular