Caravana Nacional de Luta Camponesa chega à Paraíba e deve permanecer por 33 dias

Caravana chega à Paraíba. Foto: MPA

Caravana chega à Paraíba. Foto: MPA

O município de Alagoa Nova, no brejo paraibano, ganhou um ar especial com a chegada da nossa Caravana Nacional de Luta Camponesa “Clodomir de Morais” na segunda-feira, 8 de agosto, a qual deverá ficar pelo Estado pelos menos por 33 dias. Os integrantes estiveram no Estado de Sergipe por cerca de 4 meses, neste meio tempo receberam por formação política e realizaram, junto do MPA sergipano, o Mutirão da Esperança Camponesa em mais de 10 municípios.

Os militantes paraibanos receberam os 10 integrantes da Caravana com flores no Centro de Formação Camponesa em Alagoa Nova, junto da dirigente Rafaela Alves. ″A chegada da Caravana na Paraíba será o pontapé inicial para a expansão do Movimento aqui no Estado, que ainda é muito tímido; a experiência deles no Mutirão em Sergipe será muito bem aproveitada na Paraíba para organização e conquista de novos jovens”, avisa Matheus Ferreira, da Coordenação do Coletivo Estadual de Juventude da Paraíba.

Lançamento Estadual da Caravana. Foto: MPA

Lançamento Estadual da Caravana. Foto: MPA

Lançamento do Mutirão da Esperança Previdência

Na terça-feira, 9 de agosto, os integrantes da Caravana participaram, junto com a Direção Estadual do Movimento, do lançamento do Mutirão da Esperança Camponesa na Paraíba. A mística e a animação ficaram por conta da trupe. De manhã, houve o espaço com os educadores do programa Brasil Alfabetizado e do Educação para Jovens e Adultos (EJA), além dos militantes do movimento para anunciar os desafios na realização do Mutirão.

À tarde, o Mutirão foi lançado oficialmente com a presença de lideranças municipais e estaduais, como a deputada estadual Estela Bezerra, acessória do deputado federal Luiz Couto, Dieli dirigente do MST PB, Franklin do Levante Popular da Juventude, Kleitinho da Pastoral da Juventude Rural, Noaldo do Orçamento Democrático Estadual, e outras instituições como ACAJAMAN PB, AJURCC, Movimento Negro, Associações Comunitárias e vereadores.

Cheganças. Foto: MPA

Cheganças. Foto: MPA

“O Mutirão da Esperança Camponesa é um espaço de mobilização das nossas bases levando a esperança ao campo através de ações com mulheres, jovens, crianças e produção levando as palavras de ordens por diretas Já, fora Temer, o não a Reforma da Previdência e preservação da semente crioula e a produção agroecológica para continuáramos alimentando e com qualidade a nação brasileira”, anunciou Tiago Aquino, dirigente estadual.

 

Formação com a Cibele da FUP. Foto: MPA

Formação com a Cibele da FUP. Foto: MPA

Formação sobre o desmonte da Petrobrás

Na quarta-feira, 10 de agosto, Cibele, da direção Federação Única dos Petroleiros (FUP), conduziu uma formação voltada para a Caravana Nacional e para a militância presente no centro de formação. Durante toda a manhã ela apresentou, de maneira reduzida, a estratégia neoliberal de desmonte da principal empresa estatal do país. A Caravana prepara, agora, uma peça teatral sobre os temas apresentados para levar à base do MPA a verdade por trás da abertura das ações da Petrobrás para os empresários estrangeiros.

 Caiana dos Crioulos Quilombolas. Foto: MPA

Caiana dos Crioulos Quilombolas. Foto: MPA

Durante a estadia da Caravana pela Paraíba ainda foram formam desenvolvidas algumas Oficinas de Ritmo, de Teatro, de Remédios Caseiros, de Capoeira e prestações culturais. Rodas de Diálogo com as Mulheres e a juventude, bem como, intervenção nas escolas. Sem esquecer da restauração da faixada da Associação de Moradores e a construção da Mandala da Dona Nicinha na Comunidade Quilombola de Caiana dos Crioulos, no município de Alagoa Grande.

Por Comunicação MPA