Artigo: Reflexões e Ações sobre a Conjuntura – os Próximos Passos

By maio 19, 2017Artigo
Diretas Já em 1984 e Diretas Já em 2017. Fotos: Divulgação

Diretas Já em 1984 e Diretas Já em 2017. Fotos: Divulgação

Nestes dias integrantes, como diz Frei Sergio Görgen, dirigente nacional do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), em artigo ele descreve algumas reflexões e ações sobre a conjuntura, assim como faz apontamentos, como a necessidade de fortalecermos as Diretas Já, destacando o papel dos camponeses e camponesas do movimento neste momento, e, a necessidade da implementação de um programa popular de emergência para o Brasil.

Confira o artigo na integra:

Reflexões e Ações sobre a Conjuntura: Os Próximos Passos

Após o golpe, a Frente Brasil Popular estabeleceu três palavras de Ordem para o enfrentamento dos desafios da conjuntura:

“Nenhum Direito a Menos” – “Fora Temer” – “Diretas Já”

No MPA encaramos a tríade como passos do trabalho de base, da indignação popular e da luta concreta. A luta contra a Reforma da Previdência, brutal contra os camponeses, foi nosso cavalo de batalha e o tema gerador dos demais debates e da luta política.

Uma fase da luta está sendo concluída e dois destes passos, nestes dias interessantes, estão em fase de finalização: as reformas estão paralisadas no Congresso Nacional e o Fora Temer está vivendo seus últimos momentos. A queda de Temer é questão de horas/dias dependendo das tentativas de acordos para a eleição indireta.

A proposta é que nosso foco agora seja popularizar ao máximo o mote “DIRETAS JÁ”, o “terceiro” e desmoralizar um possível presidente “biônico” fabricado por um congresso apodrecido.

E entrar no desafio do quarto passo: “PROGRAMA DE EMERGÊNCIA” para tirar o povo da crise. É este “quarto” passo que vai dar conteúdo ao “terceiro” e vai animar as esperanças e as lutas do povo, vai articular nossa militância e nossas bases e vai dar unidade política entre o conjunto das forças populares.

O Programa de Emergência está em fase adiantada de debate, mas o que proponho ao debate do MPA – e do MPA ao conjunto da FBP – é que o Rosto Social deste Programa, seu simbolismo, sua síntese aglutinadora, seja expressa em 4 Palavras/Força, em 4 Temas Estruturantes:

EMPREGO- ALIMENTO- MORADIA- ENERGIA

Não significa excluir outros, nem negar outras relevâncias importantes. É para simplificar, unificar, entusiasmar e através destes 4 temas geradores articular toda uma noção de projeto, proposta global e projeto de Nação, alicerçado nas necessidades básicas da massa popular e trabalhadora e motivando seu protagonismo político.

O papel histórico das forças populares é tornar quotidiana a indignação contra “acordos por cima” para escolher um “presidente biônico”, um “presidente sem força”, um “presidente fantasma” e encantar a massa por um Programa de Emergência que ponha de novo o Brasil e seu Povo de pé, altivo e com dignidade, tirando dos dia a dia de cada um e de todos, a agonia da crise imediata e da falta de perspectivas.

Artigo Frei Sérgio A. Görgen – MPA

Por Comunicação MPA