8º Encontro Nacional do MAB afirma luta pela Soberania Nacional

Foto: Joka Madruga

Foto: Joka Madruga

Mais de três mil e quinhentos atingidos e atingidas por barragens de todo o Brasil afirmam necessidade da luta pela soberania nacional, pelo projeto energético popular e pelos direitos dos atingidos.

O Terreirão do Samba, no Rio de Janeiro, foi palco do maior encontro de atingidos por barragens da história do Brasil entre os dias 1 e 5 de outubro de 2017. Mais de 3.500 atingidos e atingidas organizados no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), centenas de trabalhadores e trabalhadoras e militantes de organizações de 19 países celebraram a vida, a solidariedade na luta dos povos e refletiram sobre os desafios do próximo período.

Foto: MAB

Foto: MAB

No ano que celebra o centenário da Revolução Russa, o Encontro marca novo momento histórico na luta do povo atingido e da classe trabalhadora. Em meio à crise mundial do Capital, a entrega das riquezas, do patrimônio público e o ataque aos direitos humanos têm sido as medidas encontradas pelos grandes banqueiros e transnacionais para explorar e lucrar mais.

Nesse momento, o MAB afirma a necessidade de unidade na luta pela soberania nacional. “É preciso garantir que o fruto do trabalho e as bases naturais estejam de fato nas mãos do povo brasileiro, a serviço de um projeto popular para o Brasil. Estamos também nessa mesma luta junto aos povos do mundo para superar o atual modelo de sociedade”, diz Alexânia Rossato, militante do MAB.

Foto: MAB

Foto: MAB

Atingidos e atingidas são vítimas de um modelo energético injusto, em que a energia é uma mercadoria de grande disputa mundial.  Esse modelo, que coloca a lógica do lucro acima da vida, viola direitos e explora todo o povo. O Encontro Nacional do MAB afirma a importância da construção de um Projeto Energético com soberania, distribuição da riqueza e controle popular.

Os cinco dias de discussão e reflexão apontaram como principal desafio a construção da unidade da classe trabalhadora para derrotar o golpe e lutar pela soberania nacional. A necessidade de retomada da democracia é urgente, pois somente com a participação plena do povo brasileiro é possível decidir o futuro do país.

Em clima de insatisfação com atual modelo de sociedade e luta por transformação, os participantes declararam seu compromisso em construir uma estratégia transformadora da sociedade junto com toda a esquerda e a classe trabalhadora. Leia o documento final com as ideias centrais do 8º Encontro Nacional do MAB.

Leia mais: 

Ideias centrais do Oitavo Encontro Nacional do MAB.

 

Por Comunicação do 8º Encontro Nacional do MAB